terça-feira, 4 de maio de 2010

REJEITO...














Rejeito
A falsidade ideológica
A mentira insincera
A burrice atestada
A tristeza pesada
E o desperdício de ideias

Rejeito
A injustiça tolerada
O preconceito rotulado
A ignorância desmedida
A rispidez nas respostas
E a insensibilidade congênita

Rejeito
O egoísmo infantil
O abandono dos sonhos
A deslealdade dos princípios
O fanatismo doentio
E a covardia permitida

Rejeito
A desorganização interna
O mau humor crônico
A violência gratuita
A dissimulação do 'eu'
E a efemeridade da vida

Rejeito
As ameaças paralisantes
A dor sem analgésico
A angústia ansiosa
O medo herdado
E a ausência altruísta

Rejeito
O arrependimento que castra
A censura na cama
A burocracia dos sentimentos
A culpa ardida
E a incapacidade de entrega

Rejeito
A maldade proferida
A fofoca induzida
A arrogância petulante
A humilhação indulgente
E a alienação ciente

Rejeito
As migalhas de afeto
O erro sem reparação
O fracasso intencional
A insegurança tardia
E a impontualidade do amor

Rejeito tudo aquilo que me agride ou enoja
Rejeito tudo o que me sufoca

8 comentários:

Goretti disse...

Assino embaixo.
Saudades!

Myrela disse...

Forte e decidido...excelente e surpreendente!!
Beijo Bebel!

Bebel disse...

Goretti e EDA,
Obrigada pelos comentários e pela visita.
Voltem sempre!
Beijos

Gisa Reyna disse...

Muito forte, direto...impactei com alguns...mas este em especial:
"E a ausência altruísta"

Um beijo minha Praguinha amada!!

NDORETTO disse...

Visitando seu blog, gostei muito,vou acessar sempre!

bjs
neusa

Bebel disse...

Pestinha querida,
Essa parte é uma das minhas preferidas também...
Acho que eu estava bem inspirada rs
Bom te ter aqui, volte sempre!
Beijos

Neusa,
Obrigada pela visita, que bom que gostou do blog, volte sempre!
Beijo

Moni. disse...

Compartilho das tuas rejeições, Nai.
A ausência autruísta também me chamou atenção. É sinônimo de um saber egoísta que pensa que sabe o que é melhor para quem, de verdade, quer.

Beijo, Naizinha...adorei o poema!!!

Bebel disse...

Naizinha,
É realmente muito ruim quando alguém pensa que sabe o que é o melhor pra gente, até pra gente mesma às vezes é complicado saber tal coisa, imagina quem habita fora da gente...

Beijos