terça-feira, 12 de janeiro de 2010

SABER AMAR...


Amar é fácil, já o saber amar é uma das coisas mais difíceis do mundo, pois temos a péssima mania de acreditar que só sentimos amor quando tudo funciona bem, quando tudo corre na direção certa e nos esquecemos do básico, que somos indivíduos diferentes, cada um funciona de um jeito, tem um temperamento, um tempo de digerir e executar ações.

Saber amar é não só acreditar que tudo vai bem quando estamos no ápice da paixão e 'mal' acostumados a isso, achar que algo desanda quando a euforia dá lugar à alegria ou o sexo de todo dia sai fora da rotina.

Saber amar é aceitar o outro sem tentar modificá-lo, é amá-lo incondicionalmente. Mas apontar os defeitos que aparecerem é quase uma obrigação. Todos têm o direito de saber que podem melhorar.

Saber amar é não magoar com palavras duras ou ações impensadas. Caso o fizer, saber que desculpas são bem vindas e admitir o erro só irá enobrecer.

Saber amar é respeitar o outro por completo, respeitar suas opiniões, seu modo de pensar, seu espaço. É deixar a pessoa livre e ter certeza que ela não irá escapar.

Saber amar vai além das palavras, muito além de 'euteamos' diários. Está mais pra gestos, ações, delicadezas e emoções proporcionadas. O falar é efêmero, se não comprovado.

Saber amar é também admirar o ser amado, é ajudá-lo a crescer e a se levantar quando houver necessidade. É vibrar com as vitórias e ser consolo para as derrotas.

Saber amar é ser companheiro, amigo, cúmplice.

Saber amar é permitir ser amado também. É não fazer escolhas que só o outro pode fazer, é driblar o egoísmo e aprender a compartilhar. É tentar ser melhor a cada dia.

Saber amar é provocar acessos de risos, é conversar com os olhos, se entender por olhares.

Saber amar é conquistar todos os dias a mesma pessoa e ser conquistada por ela.

Saber amar é fazer da rotina uma novidade diária.

* Foto Googleada

Um comentário:

Té la mà Maria - Reus disse...

very good blog, congratulations
regard from Reus Catalonia
thank you