terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

ELE NÃO ESTÁ TÃO A FIM DE VOCÊ...

Assisti ao filme ELE NÃO ESTÁ TÃO A FIM DE VOCÊ...
É uma comédia romântica, ou não... que fala de relacionamentos e os sinais que os homens e as mulheres dão para mostrarem se estão ou não interessados um no outro.
O filme mostra várias pessoas à procura de um relacionamento e casais com relacionamentos há um tempo.
Havia sempre aquele estudo comportamental, aquela coisa de tentar identificar a conduta alheia e tentar achar desculpas apropriadas só para aliviar a frustração do não 'clique'.
Aqueles que encontravam um(a) companheiro(a) tentavam dar a receita para aqueles que estavam sozinhos, mas que receita?
É aqui que quero chegar.
Desde quando existe receita? O amor não é uma ciência exata, as variáveis contam muito e como contam, não tem aquela coisa de adicione:

1 beijo de manhã
3 carícias à tarde
1 bouquet de flores ao meio dia
Reserve o sexo para a noite

Existem sim, alguns ingredientes que podemos ter sempre em mente, mas não é nada concreto, não é invariável, imóvel, é totalmente metamorfósico, pois as pessoas mudam, os desejos se transformam, o ambiente se modifica, tudo se altera e temos que nos 'camaleoar', não dá para ficar estagnado e seguir um único rumo a todo momento.
Um relacionamento tem que ser leve, tem que ser natural, não dá pra ser programado, ou ao menos não a todo momento... se fosse assim, perderia a naturalidade, a espontaneidade.
Venhamos e convenhamos: ninguém quer ter nada com um robô.
E se ele(a) não estiver tão a fim de você, lembre-se: a fila anda.
Siga em frente, porque merecemos SEMPRE o melhor...

* Foto Googleada

5 comentários:

betina moraes disse...

bingo!

exatamente! a fila anda e não adianta dar nó em ponta de faca ou de deter no dia de ontem.

podemos até amar desesperadamente a quem não nos ama, mas jamais esquecer que o amor que sentimos é um Dom nosso e não do outro, por causa não está preso ou retido em ninguém, anda conosco e pode ser manifestado na direção de qualquer pessoa que cruze o nosso caminho afetivo.

adorei,

um beijo, querida.

Bebel disse...

Olá,
É isso aí, a fila anda e ser feliz é uma obrigação de todos nós, nada de adiar a felicidade.

Beijos

Mara faturi disse...

AHHHHHHHHHHHHHHH MINHA DINHA LINDUME,

E VC MERECE MESMO!!!!!!!O MELHOR!! O FILÉ!!!!!
*AS DISTÃNCIAS SAÕ CRUÉIS;(
BJO IMENSO!!
ROMA SEMPRE!!!!!

Bebel disse...

Olá Maroquinha,
Nesse caso foi apenas um comentário sobre o filme mesmo rs...
Beijo grande

Moni. disse...

Ganhei o livro que baseia esse filme em e-book e tenho resistido, primeiro porque não gosto de ler no PC (como é que eu vou rabiscar???) depois pelas resenhas e por último por conta de uma crônica da Martha sobre ele.

Mas acho que ainda me proporei à ruptura que a Martha diz que o livro, pelo menos, não incentiva.

Sabe lá, se não é exatamente o que eu tô precisando...rs